Nossa integridade comercial

Combate ao suborno e à corrupção

Nós não toleramos suborno ou corrupção de qualquer forma.

O que isso significa para a JTI?

Temos o compromisso de agir com integridade em todas as nossas operações comerciais e temos uma abordagem de tolerância zero ao suborno e à corrupção em todos os países onde atuamos.

Suborno envolve dar ou receber algo de valor (normalmente dinheiro) em troca de uma vantagem comercial. Corrupção é o abuso de poder para ganho pessoal.

Pagamentos de facilitação são uma forma de suborno e normalmente envolvem pequenos presentes ou pagamentos a autoridades públicas em troca de executar ou acelerar um serviço de rotina.

A violação de leis contra suborno e corrupção pode resultar em investigação e processo criminal, bem como em possíveis penalidades financeiras para a JTI e para quaisquer colaboradores envolvidos.

O que isso significa para mim como colaborador?

Eu não participo de nenhuma forma de suborno ou corrupção. Especificamente, se me oferecerem ou pedirem suborno ou pagamento de facilitação, eu recuso e denuncio imediatamente ao advogado local ou regional ou a um membro da equipe de Compliance.

Também tenho em mente os possíveis riscos de suborno relacionados a presentes, hospitalidade, entretenimento, doações a órgãos governamentais, doações beneficentes e patrocínios.

O que isso significa para os nossos parceiros de negócios?

Esperamos que todos os nossos parceiros de negócios, incluindo aqueles nomeados para agir em nosso nome, cumpram integralmente nossa posição de tolerância zero contra suborno e corrupção como condição para negociar com a JTI.

A JTI pode rescindir contrato com qualquer parceiro de negócios que esteja envolvido em uma forma de suborno ou corrupção.

Vivenciando nossos valores na prática

“Recebi repetidas ligações e e-mails do agente de vendas de um possível fornecedor. Eu disse a ele que os produtos propostos por ele não atendiam às nossas especificações. Ele ligou novamente, dando a entender que estaria disposto a me pagar um extra de 5% em “comissão pessoal” se a JTI aceitasse a oferta dele. Eu informei a ele que tais práticas não estão de acordo com nossos valores e com o nosso Código de Conduta e pedi que ele não telefonasse mais para a JTI. Eu informei meu gestor imediatamente.”

Um colaborador do PPO

Saiba mais